hipotireoidismo congênito

O que você precisa saber sobre o teste do pezinho

O que você precisa saber sobre o teste do pezinho

Famoso entre os pais, o Teste do Pezinho gera muitas dúvidas quanto à sua necessidade, qual tipo fazer, como é a coleta e para que serve. Nesse post, vou falar um pouquinho sobre esse exame e espero esclarecer as suas dúvidas.

 

O que é?

O Teste do Pezinho ou Teste de Triagem Neonatal é um exame laboratorial que tem função de diagnosticar precocemente o risco para algumas doenças infecciosas, metabólicas e genéticas. É um teste de triagem, portanto não serve para diagnosticar a doença, e sim o seu risco. Ele é de extrema importância porque permite o tratamento precoce da doença. Quando é uma doença onde não há tratamento para a cura, o diagnóstico precoce permite intervenções que melhoram a qualidade de vida e o desenvolvimento neuropsicomotor da criança. É tão importante que sua coleta se tornou obrigatória por lei desde 1992.

 

Coleta

É colhido após o bebê completar 48 horas de vida e preferencialmente antes do sétimo dia de vida. Sua coleta é feita através de uma picada na parte gordinha do calcanhar do bebê, vindo daí o nome do teste. Mas caso a criança necessite colher algum exame laboratorial, é aspirado um pouco mais de sangue para a realização do Teste do Pezinho. Esse sangue é colocado em um papel filtro e irá para o laboratório para ser analisado.

Tipos

Existem 3 tipos de Teste do Pezinho: básico, ampliado ou mais, expandido ou super.

  • Básico: sua coleta é garantida por lei e é realizado em todos os serviços onde há maternidade. São analisadas 6 doenças: Hipotireoidismo Congênito, Fenilcetonúria, Hemoglobinopatias, Deficiência de Biotinase, Hiperplasia Congênita de Adrenal e Fibrose Cística
  • Ampliado ou Mais: são analisadas todas as doenças do teste básico e mais 4: Deficiência de G6PD, Toxoplasmose Congênita, Galactosemia e Aminoacidopatias.
  • Expandido ou Super: são analisadas todas as doenças anteriores e mais os Erros Inatos do Metabolismo, totalizando 46 doenças.

 

Resultado

O resultado é emitido pelo laboratório onde foi analisado e o prazo varia de serviço para serviço, mas gira em torno de 10 dias após a coleta. Quando resultado vem positivo para alguma doença, isso não significa que o paciente tem aquela doença. Nesses casos, o bebê é reconvocado para recomeçar o exame alterado. Caso a recoleta se mantenha positiva, daí o paciente é encaminhado para realizar exames diagnósticos específicos para aquela doença. Como todo teste de triagem, o Teste do Pezinho tem alta sensibilidade, podendo apresentar resultados falso positivo, mas nunca falso negativo. Isso quer dizer que o paciente pode ter um resultado positivo sem de fato ter a doença, mas o teste nunca deve vir negativo em pacientes doentes.

 

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como Pediatra em São Paulo.

Posted by Dra. Paula Woo in Todos