maternidade

O que você precisa saber sobre o teste do pezinho

O que você precisa saber sobre o teste do pezinho

Famoso entre os pais, o Teste do Pezinho gera muitas dúvidas quanto à sua necessidade, qual tipo fazer, como é a coleta e para que serve. Nesse post, vou falar um pouquinho sobre esse exame e espero esclarecer as suas dúvidas.

 

O que é?

O Teste do Pezinho ou Teste de Triagem Neonatal é um exame laboratorial que tem função de diagnosticar precocemente o risco para algumas doenças infecciosas, metabólicas e genéticas. É um teste de triagem, portanto não serve para diagnosticar a doença, e sim o seu risco. Ele é de extrema importância porque permite o tratamento precoce da doença. Quando é uma doença onde não há tratamento para a cura, o diagnóstico precoce permite intervenções que melhoram a qualidade de vida e o desenvolvimento neuropsicomotor da criança. É tão importante que sua coleta se tornou obrigatória por lei desde 1992.

 

Coleta

É colhido após o bebê completar 48 horas de vida e preferencialmente antes do sétimo dia de vida. Sua coleta é feita através de uma picada na parte gordinha do calcanhar do bebê, vindo daí o nome do teste. Mas caso a criança necessite colher algum exame laboratorial, é aspirado um pouco mais de sangue para a realização do Teste do Pezinho. Esse sangue é colocado em um papel filtro e irá para o laboratório para ser analisado.

Tipos

Existem 3 tipos de Teste do Pezinho: básico, ampliado ou mais, expandido ou super.

  • Básico: sua coleta é garantida por lei e é realizado em todos os serviços onde há maternidade. São analisadas 6 doenças: Hipotireoidismo Congênito, Fenilcetonúria, Hemoglobinopatias, Deficiência de Biotinase, Hiperplasia Congênita de Adrenal e Fibrose Cística
  • Ampliado ou Mais: são analisadas todas as doenças do teste básico e mais 4: Deficiência de G6PD, Toxoplasmose Congênita, Galactosemia e Aminoacidopatias.
  • Expandido ou Super: são analisadas todas as doenças anteriores e mais os Erros Inatos do Metabolismo, totalizando 46 doenças.

 

Resultado

O resultado é emitido pelo laboratório onde foi analisado e o prazo varia de serviço para serviço, mas gira em torno de 10 dias após a coleta. Quando resultado vem positivo para alguma doença, isso não significa que o paciente tem aquela doença. Nesses casos, o bebê é reconvocado para recomeçar o exame alterado. Caso a recoleta se mantenha positiva, daí o paciente é encaminhado para realizar exames diagnósticos específicos para aquela doença. Como todo teste de triagem, o Teste do Pezinho tem alta sensibilidade, podendo apresentar resultados falso positivo, mas nunca falso negativo. Isso quer dizer que o paciente pode ter um resultado positivo sem de fato ter a doença, mas o teste nunca deve vir negativo em pacientes doentes.

 

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como Pediatra em São Paulo.

Posted by Dra. Paula Woo in Todos
Como manter a boca do seu filho saudável

Como manter a boca do seu filho saudável

Muitas doenças que acometem a cavidade oral podem ser evitadas com uma higiene oral adequada. E como se faz isso? Precisa limpar mesmo nos bebês sem dentes? E naqueles que só mamam no seio materno?

Sim, a higiene oral é importante em todas as fases da vida.

Nos bebês sem dentes é realizada uma vez ao dia, todos os dias. Ela pode ser feita com gaze umedecida ou uma fraldinha (utilizada apenas para essa função) limpa umedecida em água filtrada e/ou fervida. É importante limpar toda gengiva, parte interna da bochecha e língua. Pode-se utilizar também a dedeira de silicone, mas apenas enquanto não houver dentes. E mais recentemente surgiram os lencinhos umedecidos para limpeza oral que são bastante eficientes e práticos.

Nos bebês sem dentes é realizada uma vez ao dia, todos os dias. Ela pode ser feita com gaze umedecida ou uma fraldinha (utilizada apenas para essa função) limpa umedecida em água filtrada e/ou fervida. É importante limpar toda gengiva, parte interna da bochecha e língua. Pode-se utilizar também a dedeira de silicone, mas apenas enquanto não houver dentes. E mais recentemente surgiram os lencinhos umedecidos para limpeza oral que são bastante eficientes e práticos.

Como fazer?

Nos bebês com dentes, a escovação deve ser feita 2 vezes ao dia. Nessa fase é muito importante o uso de escova de dentes apropriada para bebês. É também importante a utilização de pasta de dente com flúor. Isso mesmo, com flúor. A pasta deve conter flúor na concentração de 1000 a 1100 ppm. A medida varia conforme a idade da criança:

     – menores de 2 anos: equivalente a meio grão de arroz

     – entre 2 e 4 anos: equivalente a um grão de arroz

     – acima de 4 anos: equivalente a uma ervilha

A partir do momento que surgir o primeiro dentinho, está na hora de agendar a primeira visita com o odontopediatra.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como Pediatra em São Paulo.

Posted by Dra. Paula Woo in Todos
6 dicas para aproveitar a viagem de férias

6 dicas para aproveitar a viagem de férias

Chegaram as férias escolares e muitos irão viajar. Veja algumas dicas para tornar essa viagem de férias muito divertida e memorável.

1. Não se esqueça de usar protetor solar

A maioria dos protetores solares estão liberados a partir do sexto mês de vida. Um fator de proteção solar acima de 30 é adequado para as crianças e deve ser reaplicado a cada 2 horas ou cada vez que entrar na água. Converse com o seu pediatra ou dermatologista a respeito de qual protetor solar é mais adequado para a pele do seu filho.

Para os menores de 6 meses, abuse de roupas e chapéu com proteção solar, mas evite exposição solar entre 10 e 16 horas.

2. Não se esqueça do repelente

Vivemos em um país onde mosquitos são grandes transmissores de doenças. Portanto, nada de expor seu filho às picadas. A partir dos 6 meses, os repelentes estão liberados. Sempre aplique após o protetor solar.

Nos menores de 6 meses, lance mão de barreiras mecânicas como mosquiteiros, blusas de manga longa e calças compridas.

3.  Ofereça água com frequência

Nesse calor, ofereça sempre água para que seu filho se mantenha hidratado. Muitas vezes, com tanta diversão e atividades, as crianças se esquecem de beber água fica menos hidratadas do que deveriam. E não se esqueça de que nada hidrata melhor do que água. Portanto, prefira água a sucos.

4. Não dê férias para a saúde

Algumas coisas não podem tirar férias e a saúde dos nossos filhos é uma delas. Portanto, mantenha a alimentação saudável. Escapulidas podem acontecer, mas não vamos torná-las assim frequentes, certo? Nada de deixar de escovar os dentes! Dormir é importante para que o dia seguinte seja mais proveitoso!

5. Férias é para descansar

Parece besteira falar isso, mas muitas vezes programamos tantas atividades para o nosso filho que esquecemos que as férias foram feitas para descansar. Não fazer nada também é importante pois permite que as crianças usem aquilo que mais de mais bonito possuem: criatividade. Isso é o que chamamos de ócio criativo. Portanto, deixe seu filho dar asas à criatividade dele!

6. Cuidado com a segurança

Seja pequenininho ou grandão, sempre atente com a segurança das crianças. Saiba quais são as restrições de idade para a atividade programada e se há indicação de uso de equipamentos de segurança como capacete ou joelheiras, por exemplo. Tenha alguém designado para cuidar das crianças, principalmente das menores. Digo que quando tem muita gente olhando, não tem ninguém vendo direito. Isso porque relaxamos quando estamos em um grupo de pessoas, acreditando que sempre alguém verá se há uma situação de risco e nem sempre é verdade.

 

Para aqueles que estão curtindo a viagem de férias ou decidiram ficar por aqui, desejo um Feliz Natal é um ano de 2018 repleto de realizações e de saúde!!

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como Pediatra em São Paulo.

Posted by Dra. Paula Woo in Todos
7 dicas para estimular a visão do seu filho

7 dicas para estimular a visão do seu filho

A visão do bebê se desenvolve ao longo do primeiro ano de vida. Portanto, aqui vão algumas brincadeiras e dicas que ajudarão a estimular a visão do seu filho.

1 mês

Fale com o bebê de perto para ele poder enxergá-la. Lembre-se que a visão do seu filho tem alcance de 30 a 40cm. Brinque com objetos redondos, de cores fortes e contrastantes (listrados, por exemplo).

 

2 meses

A visão do seu filho está um pouco mais nítida portanto brinque com ele fazendo caretas para ele tentar te imitar. Como ele já tem capacidade de fixar o olhar em objetos e de notar diferença entre as cores, um móbile colorido fará muito sucesso!!

 

3 meses

Segure seu filho em pé no colo para que ele possa observar melhor a movimentação ao redor. Com a melhora da nitidez e do alcance da visão, permita que seu filho explore diferentes ambientes dentro e fora da casa.

 

4 meses

Brinque de esconder e aparecer o rosto, o famoso “cadê, achou”. Ele já reconhece o rosto das pessoas e essa atividade além de estimular a visão é um bom exercício para a psique dele. Outro instrumento interessante nessa idade é o espelho (daqueles que não quebram!!). Ver a própria imagem refletida no espelho estimula bastante a visão e percepção do seu filho.

 

5 meses

Vamos ampliar o campo de visão do seu filho? Coloque brinquedos coloridos e atrativos perto e longe dele. Isso despertará o interesse dele em ambos os brinquedos espalhados no ambiente.

 

6 meses

Estimule a curiosidade de seu filho deixando-o cercado por objetos coloridos e de diferentes texturas. Não se esqueça de atentar para as características desses brinquedos. Eles devem ser apropriados para a idade do bebê!!
Bebês adoram cubos coloridos. Inicialmente para brincar de forma aleatória e posteriormente para empilhá-los e derrubá-los. Outra brincadeira interessante é esconder objetos com um pano e mostrá-los posteriormente. Assim, seu filho memoriza o brinquedo e depois compara a imagem mental com a real.

Vamos brincar de estimular??

 

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como Pediatra em São Paulo.

Posted by Dra. Paula Woo in Todos
Vantagens do aleitamento materno

Vantagens do aleitamento materno

O leite materno é o alimento mais completo que existe para o bebê até o sexto mês de vida. Dessa forma, é recomendação das principais entidades pediátricas e da Organização Mundial de Saúde o aleitamento materno exclusivo nos 6 primeiros meses de vida. Isso significa que não há necessidade de oferecer água, chá, fruta ou outros alimentos nessa fase. Vamos descobrir quais são as vantagens do aleitamento materno exclusivo nos primeiros 6 meses de vida?

 

E por que ele é tão importante?

Continue reading →

Posted by Dra. Paula Woo in Todos